Resposta a questão: Será que o Sistema Bancário Financeiro pode ser colocado em cheque?

 

Pessoal, o post Será que a qualidade do sistema bancário pode ser colocada em cheque? Gerou alguns comentários pertinentes e interessantes.

Tentarei responder, rapidamente, a questão apresentada no título do post… Lembrando está é a minha visão sobre o assunto… Fique a vontade para contrapô-la…

A resposta para a questão é Sim. Aceito a hipótese que temos uma falha sistêmica e não uma falha de software.  Para justificar minha afirmação, vamos partir das seguintes proposições:

Se o banco não registrar os boletos é possível burlar sempre a seqüência numérica.

Proposição caracterizada como verdadeira.  Posso adiantar a data Juliana em alguns dias e buscar um dígito que a valide, neste sentindo também posso alterar o valor do pagamento. A consistência ligada à alteração de números só irá funcionar caso exista um elemento de comparação, em nosso caso a seqüência exata do boleto, fator esse que não ocorre, pois o boleto não é registrado.

O processo para registro do boleto não é trivial.

Proposição caracterizada como verdadeira. Vamos partir do seguinte cenário. Eu J. A. possuo uma empresa A, presto um serviço X e possuo uma conta corrente no banco H. Cobro meus clientes com boleto bancário. Para cada boleto emitido, devo enviar a sua seqüência numérica para o banco H. H armazena as seqüências em seu depósito de dados (o registro do boleto). Neste caso devo possuir uma comunicação rápida, estável e segura com o banco em questão. Outrora, lembre-se que meus clientes – hipoteticamente – podem pagar o boleto em qualquer agência bancária (isto inclui o internet home banking) “dentro do vencimento”.  Ao tentar realizar o pagamento, no banco K, fora do vencimento com a seqüência supostamente alterada, o número digitado deve ser enviado para o banco H (lembre-se H registrou os boletos emitidos por A). Neste momento o elemento de comparação é estabelecido.  Para que isto ocorra todos os bancos devem estar interligados, fato este que já ocorre com o sistema de compensação de cheques. Isso não é trivial e custa caro para a empresa cedente.

Os empresários organizam os seus processos para evitar a “possível” falha.

Proposição caracterizada como falsa. No post que coloca em cheque tal sistema, os empresários não sabem desta falha.  Vamos contrapor o argumento. Se os empresários fossem comunicados, com certeza um processo de conciliação de boleto seria organizado em suas empresas. Alguma entidade iria verificar se a seqüência do boleto digitada pelo seu cliente está condizente com o boleto que foi emitido. Neste caso o problema seria resolvido, pois o elemento de comparação seria institucionalizado na empresa cedente.

A aceitação das duas primeiras proposições e negação da terceira me leva a crer que o sistema bancário financeiro pode ser colocado cheque, na questão do pagamento de boletos. Ou o sistema opta por registrar o boleto, cenário apresentado na segunda proposição, ou banco comunica as empresas cedentes da possível falha.

Alguém deve assumir a responsabilidade dentro deste contexto. Este blog apenas apresentou o problema.

Em tempo, tentarei responder as demais questões do referido post em um momento oportuno.

J.A.

fabri@femanet.com.br

One Response to “Resposta a questão: Será que o Sistema Bancário Financeiro pode ser colocado em cheque?”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: