Que PAÍS queremos construir?

Caros Colegas

Acabei de receber um convite, no mínimo, inusitado. A referida “universidade” está prestes a passar por uma reavaliação do MEC e procura por professores doutores para “engrossar o caldo” de seu pobre corpo docente.

Por questões éticas, não divulgarei o nome da universidade, da cidade e do coordenador do curso.

Acredito que a comunidade deve ficar atenta no momento de escolher ou indicar cursos destas “universidades de beira de estrada”.

Segue o e-mail convite (atente-se para a questão ortográfica).

Bom dia José, meu nome é xxxx sou o coordenador da computação da xxxx do campus de xxxxx, estou contatando você por indicação do professor yyy e do professor yyyy, José estou contratando um Dr. para esse primeiro momento  formular duas questoes mês no estilo ENADE em uma disciplina de vossa escolha, sem necessitar estar presente no campus, ganhando 1hora aula semana para tal atividade, (algo entorno de R$140,00 reais mês)se voce se enteressar favor retorne o contato o quanto antes”.

Acho que o trecho extraído da música de Renato Russo resume a situação que chegamos (http://letras.terra.com.br/legiao-urbana/46973/). Os grifos são de minha autoria.

Nas favelas, no senado (inclusive na universidade)

Sujeira pra todo lado

Ninguém respeita a constituição (muito menos a ética)

Mas todos acreditam no futuro da nação (Será?)

Que país é esse?

Mas o Brasil vai ficar rico (Quem é o Brasil?)

Vamos faturar um milhão (Quem? Eu? Você? O dono a universidade em questão?)

Quando vendermos todas as almas (Olha que estamos quase lá. Tem muito gente vendida em todas as esferas)

Dos nossos índios num leilão

Que país é esse?

J. A.

fabri@femanet.com.br

3 Responses to “Que PAÍS queremos construir?”

  1. Gustavo manso Says:

    O lado positivo é que ainda tem pessoas éticas e que estão preocupadas com a educação no nosso país.
    Obrigado.

  2. Tiago Bungenstab Says:

    São faculdades assim que fazem a fama de cursos particulares. “Eu pago pra passar de ano”. Uma pena isso, porque nem todas as faculdades particulares são assim, algumas veem os alunos como um cifrão andando pelo campus.

  3. Ainda bem que exite pessoas como você neste país.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: