A motivação na implementação de um projeto

Durante a implementação de um projeto, nós engenheiros (de software) encontramos muitas dificuldades. Eu acredito que a pior delas é a falta de motivação da equipe de produção na execução do processo.

A palavra motivação pode ser desmembrada na seguinte expressão: motivo para ação.

Na minha singular visão, a motivação é caracterizada como uma força interior com intensidade oscilante. Acredito ainda que não é possível motivar alguém a realizar uma determinada tarefa. Existe sim a possibilidade de criar um ambiente motivador para a execução de um projeto específico. É neste ambiente que as pessoas encontrarão por si só os motivos para executar ações necessárias ao sucesso do projeto. Neste post apresento algumas dicas (baseadas nos pressupostos de David C. McClelland) para a criação de tais ambientes:

I) Opte pela teoria Y.

McGregor nos apresenta duas teorias que regem a organização do trabalho em uma determinada organização, a X e a Y. A teoria X parte do pressuposto que as pessoas não gostam de trabalhar. A atividade laboral é evitada sempre que possível. Conseguir que um trabalho seja realizado com sucesso requer supervisão contínua e a imposição de ameaças contínuas. Já a teoria Y sustenta que, dada uma oportunidade ou incentivo, os colaboradores realizarão uma atividade laboral com um bom grau de satisfação. Este ambiente pressupõe que o líder ou o gerente consiga embutir em seus comandados o compromisso com os objetivos da organização. Neste caso, as pessoas trabalham sem a necessidade de ameaças. Todos assumem suas responsabilidades perante o processo. Os objetivos da organização devem estar integrados as necessidades do indivíduo.

II) Detecte quais são as necessidades de seus colaboradores.

Abraham Maslow defende que existe um conjunto com cinco necessidades que um ser humano necessita sanear.  Fisiológicas: fome, sono, sede e abrigo. Segurança: física e econômicas, por exemplo: conseguir um emprego estável. Sociais: pertencer a um determinado grupo de pessoas ou ser associado de um determinado clube. Estima: reconhecimento de nossas capacidades pessoais e o reconhecimento dos semelhantes em face à capacidade laboral que desempenhamos. Auto-realização: O ser humano sente a necessidade de progredir rumo à realização plena de seu potencial. Neste caso existe a necessidade que o seu trabalho esteja à altura de seus talentos e habilidades.

III) Fomente meios para que as pessoas atinjam um novo grau de necessidade.

1) A habilidade de conseguir que um ser humano faça o que você quer que ele faça; 2) no instante de tempo que você deseja e 3) porque ele quer é considerado o ápice no processo gerencial de uma equipe. Possibilitar a transposição dos graus de necessidade apresentados anteriormente ajudará, e muito, o gerente de um projeto atingir o tripé citado. Assuma que as necessidades fisiológicas e de segurança de um determinado colaborador são supridas por meio de seu salário. O gerente de projeto deve se preocupar em criar condições para que nosso personagem supra sua necessidade de socialização. O gerente deve mostrar para o colaborador que ele é importante para o sucesso do projeto. Ressaltar as potencialidades e corrigir as fraquezas (sempre as minimizando) são estratégias a serem consideradas pelo gerente. Destacar o colaborador para ministrar um determinado treinamento, apresentar as metas e os objetivos estratégicos que passam pela execução das tarefas do nosso personagem, são ações reais que possibilitam a transposição da segurança para a necessidade social. A formula é simples: NECESSIDADE + INCENTIVO = AÇÃO

IV) Detecte os motivos que governam as ações de seus colaboradores.

Partindo dos estudos de McClelland existem três motivos que governam as ações de qualquer indivíduo.

1) motivo de realização: a ações dos indivíduos pertinentes a este grupo primam por um alto padrão de excelência. O grande desejo de obter sucesso, alto grau de confiança, busca constante por resultados concretos, aceitar e calcular riscos com facilidade caracterizam os integrantes desse grupo.

2) motivo de afiliação: os indivíduos  pertinentes a este grupo desejam estar com pessoas num relacionamento afetuoso. Preocupação com elementos humanos, vislumbrar a possibilidade da restauração de relações rompidas, participar de reuniões de forma contundente e alegre caracterizam os integrantes desse grupo.

3)  motivo de poder: com o crescimento organizacional é necessário dividir o trabalho e estruturar cargos e funções, fato este que implica em um relacionamento pessoal que congrega, mais cedo ou mais tarde, a idéia de supervisão. São os supervisores que estabelecem um clima propício para a produção dos demais colaboradores. Para estabelecer o referido clima é necessário habilidades especiais, entre elas destacam-se: a) delinear os reais objetivos do grupo; b) prover formas para os objetivos sejam atingidos; c) fazer com grupo seja competente a fim de alcançar os objetivo. Pessoas com estas habilidades devem exercer certa liderança perante o grupo.

V) Componha equipes híbridas.     

Após detectar os motivos que governam as ações dos colaboradores, componha equipes ou grupos de trabalhos híbridos. Lembre-se que uma seleção com 11 jogadores como o Pelé não ganhará copa alguma. No grupo de trabalho é necessário possuir pessoas que buscam sua superação dia-a-dia, indivíduos que pensam na coletividade, agregam valor para a equipe também são imprescindíveis, por fim, pessoas que são motivadas pelo poder positivo devem capitanear o grupo como um todo.

Concluindo…

despertar o comprometimento dos colaboradores mostrando que suas necessidades podem estar alinhadas com as necessidades da organização; possibilitar o crescimento pessoal dos indivíduos; identificar os reais motivos que governam suas ações e compor equipes híbridas

são ações motivadoras para o sucesso de qualquer projeto, inclusive o de software.

Abraços

José Augusto Fabri

fabri@femanet.com.br

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: