Archive for the Sem-categoria Category

A Gestão da Gestão

Posted in Sem-categoria with tags on October 16, 2016 by José Augusto Fabri

Em algumas organizações as atividades inerentes à gestão de projetos já estão institucionalizadas. Os diversos setores ou departamentos implementam ações inerentes à planejamento, execução e controle de projetos. Algumas organizações possuem setores certificados na esfera do PMI.

Essas organizações procuram maximizar os seus resultados de forma rápida, efetiva e durável. Porém em alguns casos esta maximização não é atingida dentro das diretrizes esperadas. Os CEOs, CIOs não percebem a origem desta ausência de resultados. Não basta estruturar, sobre a ótica da gestão de projetos, os setores ou departamentos em sua empresa. É necessário realizar a gestão da gestão.

A gestão da gestão se caracteriza em estabelecer métricas estratégicas alinhadas a missão e visão de sua organização. Estas métricas transcendem as métricas estabelecidas pelos setores e departamentos. Na gestão da gestão as organizações devem ter a capacidade de estabelecer um alinhamento estratégico com os seus clientes, lembrando sempre que este clientes são parceiros importantes dentro do modelo de negócio já estabelecido. Aqui é importante salientar que o cliente pode ser caracterizado como cliente interno ou externo.

A gestão da gestão pode ser encarada como um meta-processo que possibilita os setores ou departamentos a criação do processo de gestão de projetos.

Neste momento, vocês enquanto interlocutores do blog devem estar questionando: Como criar este meta-processo? Quais são as fases ou atividades que proporcionam eu desenvolver a gestão da gestão?

Eu não tenho uma receita pronta, pois as organizações possuem naturezas distintas. Apresentar um conjunto de instruções único é perigoso. Posso prover informações passivas de refinamento que podem direcionar minimamente o estabelecimento inicial da gestão da gestão.

1. Analise cuidadosamente a sua visão e missão. É a partir desta análise que você irá estabelecer as métricas estratégicas para configurar a sua meta-atividade de planejamento. Exemplo: o Laboratório de Inovação (LABINOV) do Campus de Cornélio Procópio da UTFPR possui como visão o CRESCIMENTO do setor produtivo local e regional. A missão deste laboratório é OPORTUNIZAR este crescimento. A partir da visão e missão podemos inferir as métricas estratégicas. Neste post vamos exemplificar uma das métricas: Prover subsídios para que as 10 empresas incubadas na Incubadora de Inovações da UTFPR ganhem um edital para o fomento a inovação junto às agências financiadoras. Perceba que esta métrica está alinhada com a visão e com a missão do LABINOV.

2. Defina os setores ou departamentos que se relacionam diretamente com a métrica estabelecida. Em nosso exemplo, dois setores do LABINOV se relacionam diretamente com a métrica: sensibilização e treinamento. O primeiro mostra a importância da ação embutida na métrica para os incubados. O segundo irá prover o treinamento para os incubados. Este treinamento deve focar a obtenção de recursos nos editais das agências de fomento.

3. Apresente aos setores definidos, as ações que devem ser executadas por eles, para que a métrica seja atingida. Estas ações devem ser planejadas, executadas e controladas. A gestão tradicional como você.

4. Verifique se o planejamento quantitativo efetuado pelo setor é passível de ser realizado. Os dados inerentes a tempo, custo e prazo devem ser capturados pelos CEOs da organização. Estes dados devem ser analisados e armazenados em na base histórica de projetos da organização.

5. Acompanhe de perto a execução do projeto delineado pelo setor. Perceba que todo planejamento e execução é delineado pelo setor. O acompanhamento e feito a 4 mãos, pelo setor e pela área estratégicas. O setor deve acompanhar se o tempo, o prazo e os custos delineados no projeto estão dentro do planejado. Exemplo: o plano prevê sensibilizar 5 empresas na primeira semana. Sensibilizamos quatro. Já área estratégica da organizações deve verificar se a ação executada agregou valor ao portfólio do cliente e ao seu próprio portfólio. Acompanhamento completamente distintos.

6. Análise os resultados obtidos. Quantas empresas participaram de editais para obter recursos? Quanto de recursos foram obtido? Qual o CRESCIMENTO que a empresas obtiveram?

A gestão da gestão é uma atividade de extrema importância que deve ser realizada pelas empresas. Porém em muitas ela é desconsiderada. Os departamentos ou setores caem no pecado da “rotinização”, ou seja gerenciam projetos ou ações rotineiras. A gestão da gestão destes setores não é realizada. Nestes casos o crescimento efetivo não ocorre.

Pense nisso!

José Augusto Fabri – fabri@utfpr.edu.br

Advertisements

e-book: As Várias Faces do Canvas

Posted in gestão de projetos, gestão do conhecimento, Sem-categoria on October 9, 2016 by José Augusto Fabri

Pessoal,

É com satisfação que efetuaremos o pré-lançamento do e-book: As Várias Faces do Canvas. Obtenha uma cópia gratuita preenchendo o formulário apresentado neste link https://goo.gl/forms/Gb9vrOPMTL8atuA63.

No e-book você encontra:

Canvas Tradicional. Canvas para Prestação de Serviço. Canvas para Gerenciamento de Projetos. Canvas para desenvolvimento de trabalhos acadêmicos, incluindo o trabalho de conclusão de curso (TCC). Canvas para planejamento estratégico.

As Várias Faces do Canvas se caracteriza como uma obra não linear, você pode ler os capítulos na ordem que desejar. Quer conhecer o Canvas para Planejamento Estratégico, leia o capítulo 6.

O Lançamento oficial ocorrerá no dia 14 de outubro de 2016, as 19h00, no auditório da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Cornélio Procópio. O Lançamento faz parte das atividades do UTFWare. Todos estão convidados.

Também convido você a obter o nosso primeiro e-book: Prospectando e Gerenciando Projetos para Empresas Incubadas. Basta preencher o formulário no link abaixo

https://goo.gl/forms/BGXKhZgHRuVXxx9q2.

Abraços e uma boa leitura.

José Augusto Fabri – fabri@utfpr.edu.br

Alexandre L´Erario – alerario@utfpr.edu.br

 

Agile Strategic Planning – Técnica para o Desenvolvimento e Execução de um Planejamento Estratégico – modelo de referência

Posted in gestão do conhecimento, Sem-categoria on October 4, 2016 by José Augusto Fabri

Várias organizações ligadas ao setor produtivo e à prestação de serviços buscam desenvolver e executar um planejamento estratégico de forma eficiente. Grande parte delas esbarra em um conjunto de documentos extremamente complexos que inviabilizam a realização de um bom plano estratégico.

O Laboratório de Inovação da UTFPR-CP, vem desenvolvendo um modelo eficiente e ágil para planejar e executar algo de forma estratégica.. Este modelo é aplicado, deste de agosto de 2016, no Planejamento Estratégico do Câmpus de Cornélio Procópio da UTFPR.

É importante ressaltar que modelo também foi aplicado no planejamento estratégico de várias empresas do setor produtivo local. O resultado obtido é bem interessante e será compartilhado em um futuro próximo.

No documento iremos apresentar uma técnica que reúne, de forma bem simples, um conjunto de artefatos para realização e execução de um planejamento estratégico (Agile Strategic Planning – ASP; O Agile Strategic Planning se caracteriza como um modelo incremental/iterativo.

O documento de referência que caracteriza o ASP possui 6 seções. A seção 1 apresenta conceitos básicos de uma organização. A seção 2 apresenta o conceito de análise de SWOT, conceito este que possibilita o mapeamento das Forças, Fragilidades, Oportunidades e Ameaças de uma Organização – este mapeamento irá derivar as ações estratégicas. Já a seção 3 apresenta uma técnica para o relacionamento entre metas estratégicas, é por meio deste relacionamento que as meta serão priorizadas. A seção 4 apresenta uma adaptação do Canvas que possibilita efetuar o planejamento de cada meta estratégica priorizada. O controle da execução das metas estratégicas planejadas é efetuado com Kanban, vide seção 5. Por fim, o ciclo de execução Agile Strategic Planning é apresentado na seção 6.

Veja o ciclo de desenvolvimento do Agile Strategic Planning  abaixo

figura-06

Importante: o Agile Strategic Planning encontra-se em fase de construção e sugestões são bem vindas.

Boa Leitura.

José Augusto Fabri.

ebook: Prospectando e Gerenciando Projetos para Empresas Incubadas

Posted in gestão de projetos, Sem-categoria on March 24, 2016 by José Augusto Fabri

Pessoal, é com grande satisfação que venho convidar a todos para o lançamento do ebook: Prospectando e Gerenciando Projetos para Empresas Incubadas.capa do livro

O ebook é de autoria professores Alexandre L´Erario e José Augusto Fabri.

O Lançamento oficial do ebook será no dia 13 de abril de 2016, as 19h30, no Anfiteatro da Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Cornélio Procópio.

Você pode obter, gratuitamente, o draft livro por e-mail preenchendo o formulário apresentado neste link:  https://goo.gl/k8HbNs.

Agradeço a Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Cornélio Procópio pela oportunidade.

José Augusto Fabri

Processo, Gestão e Inovação

Posted in processo de produção de software, Sem-categoria on February 24, 2016 by José Augusto Fabri

Compreender a natureza do processo produtivo é inerente as organizações que possuem um posicionamento estratégico no mercado. Nenhuma otimização ou melhoria são desenvolvidas sem que os gestores tenham uma visão ampla de seus processos de negócio e da produção. Organizar a produção, com propósito de reduzir custos, melhorar a qualidade e desenvolver prospecções, são atividades constantes nas maiores e mais competitivas organizações existentes.

Além de fortalecer internamente a organização, promovendo um fluxo de conhecimento entre os colaboradores, identificando riscos e melhorando a produtividade, a gestão de projetos permeia no ambiente externo. Uma organização com um processo de gestão de projetos eficaz, tende a manter-se no mercado como uma organização eficiente, criando uma sinergia e fortalecendo sua marca. Quando esta habilidade não é desenvolvida, resta então à organização competir no mercado, somente, por preço/custo. Se a organização não adotar procedimentos de gestão de projetos, está fadada ao fracasso.

Ao organizar seu processo produtivo e gerir seus projetos, a empresa pode conduzir esforços para inovação. O conceito de inovação vai além de novos produtos. Inovação pode incorporar novos processos, novos mercados, novas otimizações, novos serviços, etc. Neste sentido, é evidente que países emergentes como China e Índia, possuem organizações que se destacam e competem pelo mercado contemplando as diversas áreas de inovação.

A institucionalização de um processo é o primeiro passo para catalisar forças e conduzir um produto ou serviço ao sucesso e inovador.

Pense nisso!

J. A. Fabri – fabri@utfpr.edu.br

 

plugin astah – calculando pontos por função – saídas

Posted in Ferramentas, gestão de projetos, gestão do conhecimento, Sem-categoria on December 14, 2015 by José Augusto Fabri

logo-friendsPessoal, espero que todos estejam acompanhando a série de post sobre o plugin astah. No primeiro você pode obter informações gerais do plugin. No segundo você aplica o plugin na contagem dos arquivos lógicos internos. No terceiro aplicamos o plugin na contagem das entradas de dados. Neste iremos trabalhar a contagem das saídas de dados.

Se você ainda não conhece a teoria sobre pontos por função, acesse este tutorial.

Para realizar o calculo da saída siga as instruções.

1 – abra o astah Professional.

2 – abra o arquivo no qual você gerou a contagem dos arquivos lógicos internos e a contagem das entradas (segundo post).

3 – crie o caso de uso to report cities by people (vide figura abaixo). Relacione o caso de uso com o ator User (vide Figura abaixo).

pluginSaida

4 – Você necessita avisar o astah que estes casos de uso se caracterizam como entradas. Para isto vamos “estereotipá-los” com <<output>>. Clique no caso de uso to report cities by people e depois clique na aba estereótipos (1), clique no botão Add (2) e digite <<output>>  para o estereótipo (3) (veja os círculos em preto na figura abaixo).

pluginSaidaOutput

5 – Agora você deve informar quantos arquivos e quantos campos esta entrada irá manipular. Para emitir um relatório que pessoas por cidades você irá manipular duas tabelas (lembre-se do Diagrama de Entidade e Relacionamento que você criou). Para realizar este passo clique no to report cities by people (1), na aba TaggedValue (2), no botão Add (3) e digite Files para o campo Name (4) e 2 para campo Value (5). Clique novamente no botão Add e digite Fields para o campo Name e 5 para o campo Value. Esta entrada de dados irá manipular 2 arquivos e 5 campos (3 campos da tabela people e 2 campos da tabela cities) – vide Figura abaixo:

pluginSaidaOutputTarTed

6 – Execute o plugin astah para contagem de pontos por função, menu Tools, item Metrics, opção Function Point.

A contagem resultará em 25 pontos por função. 14 para a contagem dos arquivos lógico interno, 7 para a contagem as entradas externas e 4 para as saídas.

Até a próxima.

J. A. Fabri – UTFPR. fabri@utfpr.edu.br

 

Alunos da Computação da UTFPR-CP na final da conferência Mapa da Educação

Posted in Sem-categoria on July 28, 2015 by José Augusto Fabri

O grupo Ensino Lúdico de Lógica de Programação, ELLP, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná campus Cornélio Procópio foi selecionado para participar na final da Conferência Mapa Educação no dia 29 de agosto em Brasília.

O Mapa Educação caracteriza-se como uma organização não governamental e tem como objetivo engajar o jovem no debate nacional para uma educação de maior qualidade.

Este evento busca eleger os melhores projetos que visam promover a educação brasileira. Caso o projeto seja eleito este pode ser implantado em todo o País.

Estarão presentes na conferência Denis Mizne, Diretor Executivo da Fundação Lemann, Cristovam Buarque, Senador do Distrito Federal, Daniel Barcelos Vargas, secretário-executivo da Secretaria de Assuntos Estratégicos, entre outros.

Possivelmente participarão do evento a Presidenta Dilma Rousseff, Jorge Paulo Lemann e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

A iniciativa Ensino Lúdico de Lógica de Programação é levar os conhecimentos de programação e articular com os conteúdos do Parâmetro Curricular Nacional, por meio das ferramentas Kodu Game Lab e o robô Lego Mindstorms.

Para viabilizar a participação de um dos integrantes do grupo ELLP será necessário a arrecadação de fundo via o sistema crowdfunding (apoio comunitário para desenvolvimento de projeto). O sistema de crowdfunding utilizado pelo Mapa Educação é O Formigueiro. Você pode doar qualquer valor acessando o site: http://www.formigueiro.org/projetos/grupo-14-desafio-mapa-educacao

O ELLP agradece a colaboração de todos!