Utilizando o framework de Zachman para definição de um processo de produção de software

O framework Zachman foi originalmente concebido, na IBM, por John Zachman, no início dos anos 80 e é caracterizado como um quadro de trabalho que provê mecanismos para definir as características (processos, tecnologia e conectividade) de uma corporação.  Ele utiliza um modelo matricial bidimensional com seis interrogações básicas (O que? Como? Onde? Quem?  Quando? Por que?) cruzadas com seis tipos de modelos (escopo, modelo de negócio, modelo sistêmico, modelo tecnológico e apresentação detalhada).

Atualmente, o referido framework é classificado como um padrão mundial para expressar elementos básicos para a arquitetura corporativa e de sistemas de informação. Neste post vou apresentar como apliquei o framework no estabelecimento de um processo de produção de software de uma empresa localizada no estado de SP. Para atingir este objetivo vou dividir o texto em três seções: 1 – Contexto empresarial, 2 – Apresentação do framework, 3 – Uma pequena visão da definição e institucionalização de algumas tarefas do processo.

1 – Contexto empresarial

A empresa X necessitava estruturar um processo de produção de software para atender as prerrogativas delineadas no framework de Zachman. O objetivo da empresa era concorrer em um processo licitatório. Importante: o edital pontuava as empresas que demonstrassem conhecimento no referido framework. É salutar dizer que a empresa em questão possuía um processo de produção de software semi-estruturado (ou seja, algumas atividades do processo eram bem definidas e estavam consistentes, porém outras deixavam a desejar). Esta semi-estruturação facilitou muito o trabalho. Primeiramente detectamos quais as atividades do processo seriam aproveitadas e quais seriam reestruturadas. Posteriormente envolvemos os colaboradores (cerca de 20 pessoas) para trabalhar na reestruturação. Apresentamos o framework de Zachman aos colaboradores e por meio de um brainstorm iniciamos nosso trabalho. Todas as informações colhidas eram materializadas em redes semânticas e, posteriormente, mapeadas junto ao framework.

2 – O framework

O framework é caracterizado por uma matriz de 6 X 7. Nas linhas visualizam-se os modelos e nas colunas as questões. A leitura do framework deve ser feita da seguinte forma:

Linha modelo de negócio X Como? = definição dos processos de negócio.

3 – Uma pequena visão da definição e institucionalização de algumas tarefas do processo

Nesta seção será apresentada a definição e institucionalização da atividade que materializa o modelo de negócio, as demais seguem a mesma abordagem.

De posse do framework e das redes semânticas geradas, concluímos que materialização do processo de negócio possui como entrada as informações advindas da atividade de mapeamento do escopo. Neste caso, para o referido processo, teríamos 6 artefatos de entrada (vide figura abaixo) e seis artefatos de saída. A quantidade de artefatos, tanto de entrada como de saída, não necessita respeitar estritamente as prerrogativas impostas no framework, é possível perfeitamente adaptá-las dentro do contexto organizacional previamente definido.

aplicZachman

Todos os artefatos de entrada e de saída respeitavam os padrões de projeto e de produto estabelecidos pela organização. Dentro do processo de consultoria também foi configurada uma base de conhecimento, com o objetivo de materializar os aspectos sintáticos e semânticos para o preenchimento de tais artefatos. Uma ferramenta de gestão, também foi configurada, seu objetivo era estabelecer as linhas base de: tempo, custo, escopo (configuração) e qualidade.

Por fim, gostaria de salientar que estou aberto a possíveis discussões e, se necessário for, posso “contar”, pessoalmente, tudo o que foi feito nesta experiência.

Abraços

J.A.

5 Responses to “Utilizando o framework de Zachman para definição de um processo de produção de software”

  1. Parabéns pela aplicação do framework do Zachman no caso. Achei muito interessante a abordagem utilizada.

    Para sua informação, preparei uma apresentação sobre Certificação em Arquitetura de TI na qual falei um pouco da história do Zachman. Se quiser dar uma olhada aponte o browser para:

    http://www.slideshare.net/msavio/slideshows

    E para conhecer mais sobre o trabalho seminal do Zachman, sugiro a leitura de uma entrevista recente que ele concedeu à IASA:

    http://www.zachmaninternational.com/index.php/ea-articles/50

  2. Kennedy Oliveira Says:

    Olá, estou fazendo um trabalho a respeito de Zachman e TOGAF, é possível conversamos sobre o assunto? Um exemplo prático do uso de Zachman seria muito útil para o entendimento do framework.
    Obrigado

    • José Augusto Fabri Says:

      Kennedy,
      Podemos conversar sim… Podemos marcar um horário… por favor envie-me um e-mail para equalizarmos uma data.

      att.

  3. Eu gostaria de comunicar com vc, para tirar dúvidas. Abraços :)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: